INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO IGC


(Índice do Grau de Complexidade)

1 - Sobressaliência

Sobressaliência é medida entre os dois dentes anteriores antagonistas (incisivos centrais e/ou laterais) que apresentam a sobressaliência maior. É medida a partir da face vestibular do dente posicionado mais para lingual (Mx ou Mn), ao centro da borda incisal do dente posicionado mais para vestibular (Mx ou Mn). Para uma sobressaliência de 0 mm (topo a topo) a 0,9 mm, 1 ponto é computado; de 1 mm a 3 mm, nenhum ponto é computado; de 3,1 a 5 mm, 2 pontos; de 5,1 a 7 mm, 3 pontos; de 7,1 a 9 mm, 4 pontos, e para os casos acima de 9 mm, 5 pontos são computados. Em caso de sobressaliência negativa (mordida cruzada anterior), é computado 1 ponto por mm por dente.

2 - Sobremordida

Para sobremordida de 0,1 até 3 mm, nenhum ponto é computado; de 3,1 a 5 mm, 2 pontos são computados; de 5,1 a 7 mm, 3 pontos são computados; para os casos acima de 7 mm ou quando existir contato dos incisivos inferiores com o palato (sobremordida de 100%), 5 pontos são computados.

3 - Mordida Aberta Anterior

Para cada dente anterior (de canino a canino) que se encontra em relação topo a topo (overbite = 0), 1 ponto é computado por dente. Para cada mm adicional de mordida aberta, 1 ponto é computado para cada dente superior envolvido. Dentes não erupcionados ou bloqueados fora do arco não são computados.

4 - Mordida Aberta Posterior

Para cada dente superior (do 1º pré-molar ao 3º molar) em situação de mordida aberta com o arco inferior, são computados 2 pontos por mm por dente. Dentes com erupção parcial ou bloqueados fora do arco não são computados.

5 - Apinhamento – de 1º molar a 1º molar

Apenas o arco mais apinhado (superior ou inferior) é escolhido e avaliado. De 0 a 1 mm, nenhum ponto é computado. De 1,1 a 3 mm, 1 ponto é computado; de 3,1 a 5 mm, 2 pontos são computados; de 5,1 a 7 mm, 4 pontos são computados. Se o apinhamento for maior que 7 mm, 7 pontos são computados.

6 - Oclusão (Classificação de Angle)

Para a posição da cúspide mesio-vestibular do primeiro molar superior ocluindo com o sulco vestibular do primeiro molar inferior ou até a cúspide mesio-vestibular (relação topo a topo), nenhum ponto é computado. Para uma posição de topo a topo até Classe II ou III, 2 pontos são computados por lado. Quando a relação é de Classe II ou III completa, 4 pontos são computados por lado. Quando a relação oclusal estiver além da Classe II ou III, 1 ponto adicional por mm é computado para cada lado. Os dois lados devem ser avaliados e computados em separado.

7 - Mordida Cruzada Posterior - Lingual

Para cada dente superior da região posterior (de 1º pré-molar a 2º molar) que se encontra com sua cúspide vestibular em relação lingual à cúspide vestibular do dente antagonista, 1 ponto é computado.

8 - Mordida Cruzada Posterior - Vestibular

Para cada dente superior da região posterior (de 1º pré-molar a 2º molar) que se encontra com sua cúspide lingual por vestibular em relação à cúspide vestibular do dente antagonista (mordida cruzada vestibular total), 2 pontos são computados.

9 - Cefalometria

ANB: Quando o ângulo ANB estiver entre -2 graus e 6 graus, nenhum ponto é computado. Quando for igual a 6 graus ou -2 graus, 4 pontos são computados. Para cada grau acima de 6 graus ou abaixo de -2 graus, 1 ponto adicional é somado.

SN-GoGn: Quando o ângulo SN-GoGn estiver entre 27 graus e 37 graus, nenhum ponto é computado. Se for maior que 37 graus, 2 pontos são computados para cada grau acima. Se for menor que 27 graus, 1 ponto é computado para cada grau abaixo.

IMPA: Quando o ângulo IMPA até 98 graus, nenhum ponto é computado. Se estiver acima de 98 graus, 1 ponto é computado para cada grau acima.

10 - Outros Problemas

Podem ser computadas outras condições que adicionam complexidade ao tratamento:

  1. Dentes supra-numerários, 1 ponto para cada elemento.
  2. Anquilose de dentes permanente, 2 pontos por dente.
  3. Anomalia de forma ou tamanho dos dentes, 2 pontos por dente.
  4. Impacção (exceto terceiros molares), 2 pontos por dente.
  5. Desvio de linha média superior > 3 mm, 2 pontos.
  6. Dentes perdidos (exceto terceiros molares), 1 ponto por dente
  7. Ausência congênita, 2 pontos por dente.
  8. Espaços generalizados, maior que 4 mm, 2 pontos por arco.
  9. Diastema maior que 2 mm entre centrais superiores, 2 pontos.
  10. Transposição dentária, 2 pontos para cada evento.
  11. Assimetria esquelética, tratada de forma convencional (não cirúrgica), 3 pontos
  12. Outras complexidades adicionais, 2 pontos por evento (identificar na ficha).
Visualizar explicação sobre a Medição do IGC

Quem Somos

O Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial é uma entidade constituída por iniciativa da Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial - ABOR, que tem como objetivo promover a excelência clínica na especialidade.

© 2019 - Todos os direitos reservados - BBO